ND AMA

COMO É FEITO O AZEITE QUE VC TANTO AMA17/10/18

Azeite-se com a linda Ana Beloto

O azeite de oliva é um óleo obtido diretamente da azeitona, um processo físico, sem o uso de solventes na extração e que passa por um processo minucioso até dar origem ao produto final, que dificilmente terá um sabor único, uma vez que cada tipo de azeitona produzirá um azeite diferente, podendo ser mais ou menos amargo, amendoado, picante ou herbáceo.

O processo de obtenção do azeite possui várias etapas e é bastante detalhista, sendo cada uma delas acompanhada com muito cuidado pelo olivicultor para se ter um produto de extrema qualidade no seu processo final.

É da oliveira que é colhida à azeitona, que pode produzir até os seus 150 anos, mas é a partir dos cinco anos de existência que começa a dar frutos, alcançando a melhor produção a partir dos 35 anos. A colheita pode ser feita manualmente ou através de máquinas, em que a árvore é balançada, fazendo com que os frutos caiam sobre uma lona no chão.

Desde o início do processo os produtores são zelosos com os frutos, para evitar a ruptura da pele, pois isso inicia o processo de fermentação, diminuindo a qualidade final do produto. Para evitar uma acidez muito alta, é necessário processar a azeitona até 24 horas após a colheita. É importante observar a preocupação em minimizar ao máximo a fermentação do fruto e evitar, assim, uma alta acidez do azeite.

Após a colheita, as azeitonas, lavadas ou não, são levadas para o processo de moagem. As folhas e galhos que acompanham os frutos são retirados, os frutos são triturados (polpa e caroço juntos!), formando uma massa oleosa.

Em seguida, inicia-se a extração do azeite, que pode ser feita por dois métodos diferentes. O mais antigo é feito por pressão, mas com a evolução do tempo foi possível desenvolver maneiras mais fáceis e eficazes de extrair o azeite, como, por exemplo, o método de centrifugação, onde basicamente a massa oleosa é levada para uma centrífuga, separando a parte sólida da líquida.

A última etapa do processo consiste no armazenamento do azeite de oliva, que é feito em recipientes vedados e mantidos em uma temperatura entre 15ºC a 18ºC até o seu envase em vidros ou latas!

Uma curiosidade: para cada 1 litro de azeite de oliva extraído, são necessários cerca de 5kg de azeitona, podendo em algumas variedades necessitar de 25kg para um litro do produto.

Agora que já sabe como é produzido um azeite, azeite-se!

ANA BELOTO (COLLAB SUPER ESPECIAL)



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK