COLUNA DA NATÁLIA

BEM-VINDO AO ESCRITÓRIO DO MESTRE CARICO23/07/18

TINA BARBOSA E JULIA DUMONT FAZEM RETROSPECTIVA DO ARQUITETO

Filha da grande dama do design de mobiliário em Minas Gerais (Tânia Gontijo) e de Carico Dumont, um dos arquitetos mais importantes de sua geração, Julia Dumont bem que tentou fugir do curso natural das coisas. Cursou publicidade e propaganda, meio que cheirando outros ares, mas seu destino era inevitável: o design de interiores.

Começou a fazer projetos há algum tempo e, convidada a participar da CASACOR Minas deste ano, ao lado de Tina Barbosa, ela visitou o casarão da Sapucaí e não teve dúvidas quando viu o pé direito altíssimo do espaço a elas sugerido: reproduziria ali o emblemático escritório do pai. “O que eu queria do ambiente não era mostrar o meu trabalho, mas o escritório do meu pai. Ele sempre fez o mobiliário de seus ambientes para a CASACOR, assim como para projetos de clientes, e isso ficou guardado num grande acervo que vai ser finalmente mostrado“, me contou Julia.

CARICO, JULIA E TINAFOTO: HENRIQUE GUALTIERI

Desta forma, todos os móveis que vão compor o ambiente (uma chaise, um biombo, uma mesa de escritório, um banco, um armário e um tapete com desenho dele) foram desenhados por Carico para mostras e projetos, mas produzidos somente para aquela função e pronto.

A ideia desta espécie de retrospectiva toda aconteceu num momento muito importante para a vida da família, quando Carico lutava bravamente contra um câncer e Julia pensava numa maneira de falar desse homem tão especial em sua estreia na CASACOR. Ela e Tina só não esperavam que ele fosse participar tão ativamente e curtir tanto a ideia. “Foi muito lindo pra mim! Ele validou a nossa ideia, respeitou tudo o que pensamos”, comemora Julia, que há cerca de dois meses tem reuniões semanais com o pai para falar do ambiente. 

Foi uma boa surpresa quando a Julia e a Tina me disseram que iam fazer o meu escritório. Eu falei: eu quero dar só uma olhada pra ver se tem mesmo a ver comigo”, brincou Carico, ao me receber em sua casa para um cafezinho. 

Depois de trabalhar 20 anos no mesmíssimo escritório, na rua Ceará, sem fazer nenhuma alteração ou incluir elementos novos como quadros ou cores, ele hoje trabalha como nunca imaginou e está amando: montou um home office de respeito em seu apartamento no Sion. “O meu escritório é o mesmo há 20 anos. Nunca fiz reforma, não abri uma porta ou derrubei parede”, me disse Carico.

Mestre Carico em seu escrítório / Foto: Rafael Carrieri 

Quando questionado sobre a ideia de uma retrospectiva de trabalho de mais de 40 anos, ele brincou: “Eu tenho vergonha de falar que tenho 45 anos de trabalho (risos), já que uma vez me pediram minha idade na Revista Caras e eu abaixei um pouco. Mas falando em trabalho, até hoje são cerca de 2 mil projetos documentados”.  

De volta aos móveis, que serão as grandes estrelas do ambiente que compõe a 24a edição da CASACOR Minas, uma das notícias da temporada é que, pela primeira vez, as peças têm perspectiva de virar produção em escala. “Trata-se de uma reedição desse mobiliário. Estamos desdobrando as linhas e queremos continuar a produzir ”, explica Júlia, a grande incentivadora da ideia.

Ela que me pôs pra frente para fazer os móveis”, finaliza Carico, reconhecendo que, se não fosse pela filha, suas criações acabariam ficando apenas na memória.

Alguma dúvida de que o ambiente criado em homenagem a ele será um dos hits da mostra, que abre as portas no dia 7 de agosto?

NATALIA DORNELLAS

FOTOS: REPRODUÇÃO



COMPARTILHE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS




MENSAGEM




FACEBOOK